Regras para Nomes de Arquivos e Pastas

10 REGRAS PARA NOMES DE ARQUIVOS E PASTAS

Como o sistema simplifica o upload de arquivos e aceita qualquer coisa que você arraste para ele (desde que tenha a extensão mp3). O Shoutcast que é a base do sistema tem algumas limitações com relação a símbolos e caracteres especiais, portanto nunca utilize parenteses (), colchetes [], apóstrofo ', barras /|\, cerquilha # e evite letras com acentuação.

O padrão para nome de arquivo de música (isto inclui vinhetas, comerciais e tudo que for áudio) é o seguinte:

Nome do Artista - Titulo da Musica.mp3

AS REGRAS

Regra 1 - São permitidas apenas letras normais (A..Z, a..z), espaço ( ), hífen (-), ponto decimal (.) e números (0..9). Nunca utilize símbolos, caracteres especiais ou qualquer tipo de acentuação;

Por exemplo: Paris Solemn - Surprise! (03M15S).mp3 está incorreto, o correto é Paris Solemn - Surprise.mp3

Regra 2 - O nome do artista e o título da música devem ser separados por espaço, hífen, espaço ( - ), muito cuidado utilize apenas 1 espaço + 1 hífen + 1 espaço.

Por exemplo: Hipercarga  -Flashback.mp3 está incorreto (erro comum de digitação, 2 espaços + hífen e some com o espaço antes do título da música, o correto é Hipercarga - Flashback.mp3

Regra 3 - Por padrão o nome do artista vem sempre primeiro e depois do separador ( - ), vem o título da música;

Por exemplo: Pull - Adrianna Krikl.mp3 está incorreto, o correto é Adrianna Krikl - Pull.mp3

Regra 4 - O tamanho máximo do nome de um arquivo não deve ultrapassar o limite do sistema operacional no caso do Windows 255 caracteres;

Regra 5 - Participações especiais devem ficar no final do título da música;

Por exemplo: Allie Farris Feat. Scott Holmes - Love Won't Let You Down.mp3 está incorreto, o correto é Allie Farris - Love Wont Let You Down Feat. Scott Holmes.mp3

* Players modernos já reconhecem este padrão e utilizam as informações corretas em APIs que buscam o álbum ou a foto do artista.

Regra 6 - Caixa Alta e Caixa Baixa não tem problema, pode usar o formato que for preciso desde que não utilize os caracteres especiais símbolos ou acentuação e a extensão sempre em letras minúsculas (.mp3)*

Por exemplo: Mega Gem - RECKLESS AMBIVALENCE.mp3

* É só uma recomendação, alguns sistemas ignoram a música quando ela está com letras maiúsculas na extensão (.MP3)

Regra 7 -  O traço embaixo (Underline) é permitido com moderação em casos que realmente você precise de outra separação ou apenas substituir espaços ele pode ser utilizado;

Regra 8 - Falando de separado, nunca utilize outro separador com hífen que não seja entre o artista e o título da música, principalmente quando você utiliza no nome do álbum.

Por exemplo: Great White Buffalo - Detroit - Indie-Rock.mp3 é incorreto, o correto é Great White Buffalo - Detroit.mp3, mas se quiser manter a informação, uma alternativa seria Great White Buffalo - Detroit INDIE-ROCK.mp3

Regra 9 - Vinhetas e Comerciais, devem utilizar a mesma regra de nomes;

Por exemplo: Radio XYZ A Rádio que une gerações.mp3 está incorreto, o correto é Radio XYZ - A Radio que une geracoes.mp3, ou Vinheta - Radio XYZ A Radio que une geracoes.mp3 (neste último caso utilizando um identificador (Vinheta, VH, etc)

* É uma boa prática que você aproveite o texto que aparece na hora em que a vinheta estiver tocando para informar algo para o ouvinte, mostrar: Vinheta - 45-5-A75, não quer dizer nada pra quem está lá do outro lado vendo pelo aplicativo por exemplo.

Regra 10 - As pastas também precisam de um cuidados especiais, não aceitam símbolos e caracteres de identificação e NÃO use acentuações.

Os arquivos de músicas possuem registros internos, esses registros são chamados de Metatags ou mais comumente de ID3Tags (ID3v1, ID3v2.3, ID3v2.4, iTunes MP4, WMA, Vorbis Comments e APE Tags).

Existem editores especiais como o MP3Tag (http://www.mp3tag.de/en/), que permitem o acesso fácil a estes registros internos que gravam o nome do artista e o nome da música com todas as acentuações comuns usadas em nomes, além de outras informações que identificam as músicas.

Por padrão somente quando não existem essas tags internas o sistema tenta identificar a música pelo nome do arquivo, seguindo nosso padrão: nome do artista - titulo da musica.mp3

Dicas: Além do nome verifique sempre o Sample Rate (Frequência), Bitrate e Modo do Bitrate (padrão CBR) antes de enviar para o AutoDJ, esse trabalho antes pode evitar muitos problemas depois, se estiver passando por alguma instabilidade no streaming como desligamentos frequentes, cortes na transmissão, faça o teste com uma pequena seleção de arquivos no padrão para ter certeza que o problema não é com os seus arquivos mp3.

Padrões:

Bitrate, padrão 128-kbps (máximo 320-kbps)

Modo Bitrate, padrão CBR (Constant Bitrate)

Samplerate (Frequência), padrão 44100Hz (44.1kHz)

Channel, padrão 2 canais (Stereo ou Joint Stereo)

  • Áudio
  • 0 Usuários acharam útil
Esta resposta lhe foi útil?

Artigos Relacionados

Política de privacidade

Tipos de dados coletados Entre os tipos de dados pessoais que este aplicativo recolhe, por si só...

Termos de Serviço

ATENÇÃO: NÃO PAGUE NADA ANTES DE TESTAR, NÃO DEVOLVEMOS PAGAMENTOS DE CONTAS DE STREAMING E...

Sobre a utilização dos Podcasts

Adicionamos gratuitamente o recurso de Podcasts no painel para facilitar a sua programação...